Thursday, December 30, 2010

this blog is off on holidays

Galera to no Rio, portanto morram de inveja se vcs estao no frio ou fiquem felizes se vcs estao no Rio. O blog vai sair de ferias pq eu estarei muito ocupado com a minha caipirinha numa piscina bem proxima. A noite irei ao Belmonte encontrar meus amigos pra mais algumas rodadas de chopp estupidamente gelados. Dai no dia seguinte praia, sushi e mais sushi e mais festa. Portanto as you can see, am busy! Agora dá licença que eu vou por a mao na massa. Vida dura!

Friday, December 24, 2010

Que nós reflitamos sobre como fazermos um mundo melhor! Que possamos refletir sobre os desabrigados, desamparados e menos afortunados. Que possamos sentir uma verdadeira felicidade em poder ajudar a quem precisa! Um beijo grande e boas festas!





yeah!

Wednesday, December 22, 2010

Clima, mulled wine...

Impossivel deixar de mencionar que está -9 aonde eu moro, apesar de que alguns colegas aqui relataram -15 em outras áreas. Perdi a conta de quanto mulled wine eu bebi ontem. E ao contrário do que alguém possa imaginar não fiquei bebado, muito menos com ressaca. O mulled wine seria o correspondente Irish ao nosso quentão. Só que em vez da cachaça usa-se vinho. Opa, lembrei que eu tenho uma cachaça lá em casa, acho que vou fazer o quentão e introduzir ao povo aqui, rs. Num frio criminoso, é a melhor saída, junto com a visita dos nossos vizinhos Wally e Gillian. Ah! Ficamos sem água também entao a soluçao para os banheiros foi encher o balde de neve e ferver na panela. Tenho vídeo disso!

Desde segunda-feira tá um clima de sexta-feira aqui no trab. O chefe e o subchefe ralaram ontem pras festas de fim de ano e agora estamos trabalhando num sistema anarquista. Que funciona perfeitamente, visto que somos honestos e trabalhamos bem duro! Eu to falando sério, po!

Ontem também foi um dia com uma boa notícia pra nós, Irish! Tivemos o solstício de inverno, o que quer dizer, o dia mais curto do ano (`as 4.00 da tarde já estava escuro). Porém daqui pra frente, tudo vai ser diferente pois os dias vao durar cada vez mais yayyyyy! Alguem me disse que a gente ganha 10 minutos de dia por semana, até chegarmos ao verão onde o sol vai ate 10.30 da noite. Sol entre aspas (sun, my ass), na verdade é um calorzinho de no máx. 20 graus.

Sei que no Rio tá um calor da p*** mas vcs tem a melhor invençao do homem: ar-condicionado. Sim, eu gosto de frio*, desde que ele não venha com cretinices. Um amigo meu me perguntou como é -15 graus, a resposta foi:

Abaixo de -3, -4 só são números. Você pode sair pra rua por 5 minutos e vai ter a impressao que vai morrer de tanto frio. Entao meu amigo, a diferença entre -5 graus e -100 graus é a mesma que o copo estar meio vazio ou meio cheio.


*até 3 graus(positivos) tá show! Tenho o meu direito de ir e vir respeitado.

Saturday, December 18, 2010

2011, Deadly e Leis malucas

A neve caiu forte aqui e ká estou eu (foi mal Karine) pois "tristemente" tive que sair do trabalho duas horas mais cedo, buaaaaa, eu queria tanto trabalhar mais...not!

Vejamos o que vai sair!

Falando sobre futuro, espero que em 2011 eu faca exatamente aquilo que nao sobrou tempo ou disposicao pra fazer em 2010 e um pouco mais. Vou tocar uns projetos musicais que tao na garganta ha anos. Nao vou adiantar nada pois ta tudo ainda meio up in the air. Tambem pretendo fazer muita cerveja caseira e vou tentar alguns vinhos tambem. Deadly!

Deadly é a minha gíria favorita. Enquanto em outros paises de lingua inglesa essa palavra quer dizer apenas "mortal" aqui na Irlanda ela é usada no sentido de "maneiro, irado" (carioqueish)" ou "massa" se vc nao eh do Rio :-)

Ex. de uso:

O surfe foi irado
Surfing was deadly!

por último eu deixo a pergunta pra reflexao:

Alguém parou pra pensar no motivo que levou a Suécia a tentar levar o Assange pro tribunal?

"Sexo sem camisinha". Aparentemente na Suécia o sexo sem camisinha é considerado como estupro (???????????). Logo a Suecia que eu babei o ovo num post meses atras. Basta saber quanto dígitos devem ter na conta dessa funcionaria que resolveu "por conta propria" processar o cara.

Ainda sobre o Wikileaks, sinceramente nao vi nada de novo ali. Nada que eu ficasse tipo "oh my God". Inclusive o documento vazado sobre o encontro dos ministros da defesa do Brasil e EUA tambem nao me disseram nada. Afinal quando eu estudava pro IRB muitos comentavam o quanto os diplomatas brasileiros odeiam os EUA, visto que sao em grande parte marxistas. Talvez seja novidade pros EUA, oops! Vazei aqui uma informacao. Espero que o Brasil nao queira me prender por ter roubado balas juquinha quando era menor. Ou quando eu fiz xixi em locais publicos. Ou quando...

Wednesday, December 15, 2010

Shooting Stars

No momento estou extremely busy no trampo mas vou insistir em postar algo aqui por doideira mesmo.

A Irlanda é um dos melhores países do mundo pra se ver certos fenomenos naturais, tipo, estrelas cadentes, ou se preferir, meteoros que entram na nossa atmosfera. Além de ser o país que mais tem astronomo amador proporcionalmente falando. O meu sogro é um deles, equipado com rádio, ele consegue falar até com astronautas da ISS.

Nessa semana o astronomo David Moore fez um pedido no radio e na tv pras pessoas contarem as estrelas cadentes e reportarem no site astronomy.ie. Ao que parece um cometa passou pela Terra e deixou vários fragmentos.

A noite de segunda-feira seria a mais intensa com aprox. 100 meteoros por hora! Num frio de +- 1 grau fui no quintal da casa pra contá-las. Se a minha cachorra pudesse pensar seria do tipo "o que esse doido ta fazendo?"

Resultado: 15 estrelas cadentes em 16 min.

Minha mãe pediu pra eu fazer 15 pedidos.

Fiz um que vale por todas as estrelas cadentes do mundo :-)

link pra matéria: http://astronomy.ie/tv/index2.php

Fotos - Sideshow

Aproveitando uma leve insonia, visto que eu cheguei do trampo e apaguei no sofa pra acordar 3 horas depois, ai vao umas foteeenhas do Sideshow.





















Monday, December 13, 2010

O Homem é o lobo do Homem

Olá segunda-feira! Por incrível que isso pareça acordei de bom-humor hj. A neve deu uma trégua e um sol bem tímido de 3 graus pintou aqui no oeste.

E agora com vcs um resumo do fim de semana:

Foi muito corrido pois tivemos o SideShow no sáb. Eu mais uma vez fiquei de técnico de som e outras cositas que apareceram de última hora, como por ex. ter que buscar o mixer na casa de beltrano pois a casa de shows não tem um mixer, nem menos um cd-player(????). Tipo assim, isso foi só um exemplo de mil outros do porquê do show ter sido bagunçado. Ao meu ver parece que o público gostou e é isso que importa. Eu, apesar de toda a pressao e lidar com uma infinidade de dificuldades técnicas, também curti o show. Se eu quero fazer isso de novo? Não por um bom tempo, na verdade nunca quis, só fiz mais pra agradar a patroa. Ela sofreu quase tanto quanto eu, rs.

Falando das coisas boas...todas as dificuldades viraram motivos pra piadas improvisadas. Exemplo foi o cabo do microfone que era curto e quase não chegava no palco. A Shazwanda então soltou "esse é o cabo da recessão". Ah, teve pizza também.

Highlight mesmo desse fim de s foi o livro que eu comprei. "O príncipe" de Maquiavel é um daqueles que estão há anos na minha lista de "must read" e por isso me fez sair da livraria com vontade de devorá-lo ali na rua. Na verdade eu entrei na livraria com outro livro em mente que não consegui achar.

Até tinha mais outras coisas pra tratar mas vou respeitar o meu amigo jornalista que sabe muito bem o que é redigir um texto com bom gosto. Fábio, cade teus posts? Aqui na Irlanda eu sou o único da classe masculina (as far as I know) que tem um blog, digamos, bacana. Ai das meninas de Dublin que discordarem de mim, rs.

O que esse título tem a ver com o post? Praticamente nada, mas é uma frase parecida com a que vem na contracapa do Príncipe:

"One must therefore be a fox to recognize traps, and a lion to frighten wolves."

Perspectivas, Deadly e Leis malucas

A neve caiu forte aqui e ká estou eu (foi mal Karine) pois "tristemente" tive que sair do trabalho duas horas mais cedo, buaaaaa, eu queria tanto trabalhar mais...not!

Vejamos o que vai sair!

Falando sobre futuro, espero que em 2011 eu faca exatamente aquilo que nao sobrou tempo ou disposicao pra fazer em 2010 e um pouco mais. Vou tocar uns projetos musicais que tao na garganta ha anos. Nao vou adiantar nada pois ta tudo ainda meio up in the air. Tambem pretendo fazer muita cerveja caseira e vou tentar alguns vinhos tambem. Deadly!

Deadly é a minha gíria favorita. Enquanto em outros paises de lingua inglesa essa palavra quer dizer apenas "mortal" aqui na Irlanda ela é usada no sentido de "maneiro, irado" (carioqueish)" ou "massa" se vc nao eh do Rio :-)

Ex. de uso:

O surfe foi irado
Surfing was deadly!

por último eu deixo a pergunta pra reflexao:

Alguém parou pra pensar no motivo que levou a Suécia a tentar levar o Assange pro tribunal?

"Sexo sem camisinha". Aparentemente na Suécia o sexo sem camisinha é considerado como estupro (???????????). Logo a Suecia que eu babei o ovo num post meses atras. Basta saber quanto dígitos devem ter na conta dessa funcionaria que resolveu "por conta propria" processar o cara.

Ainda sobre o Wikileaks, sinceramente nao vi nada de novo ali. Nada que eu ficasse tipo "oh my God". Inclusive o documento vazado sobre o encontro dos ministros da defesa do Brasil e EUA tambem nao me disseram nada. Afinal quando eu estudava pro IRB muitos comentavam o quanto os diplomatas brasileiros odeiam os EUA, visto que sao em grande parte marxistas. Talvez seja novidade pros EUA, oops! Vazei aqui uma informacao. Espero que o Brasil nao queira me prender por ter roubado balas juquinha quando era menor. Ou quando eu fiz xixi em locais publicos. Ou quando...

Thursday, December 9, 2010

Antonio mostrando seu outro lado

Quem me conhece sabe o quanto eu curto o lado "yang" da vida: muito agito, música bombando nos falantes, festas, etc, etc e etc. Porém chegou aquela época do ano onde a gente tem que dar aquela amenizada. Sinceramente o natal não é meu cup-of-coffee. O natal/inverno tem o poder de baixar a bola das pessoas, e vc vê o reflexo até no trabalho. Quem antes trabalhava muito agora pega leve (btw, eu mesmo to aqui postando isso enquanto devia tá trabaianu!).

Celebrando essa época, vou postar aqui algumas músicas que eu gosto de ouvir. São cheesy? Oh yea, 100% cheesy. Tem, claro, músicas que tocam no natal todos os anos que eu não suporto ouvir, exemplo aquela do P. Mccartney que ele repete umas 300.000 vezes "we are having a wonderful x-mas time". Além de ser uma tortura, pra mim parece que basta vc ser famoso e fazer uma musica que tenha as palavras "merry x-mas", pronto! Você vai ser tocado em todos os natais, não importa o quanto lixo a sua música é.

Então aí vão algumas músicas que me fazem ver que nem tudo está perdido.



If you like that you might like the following:

http://www.youtube.com/watch?v=fbIC5I55ltE&feature=related

http://www.youtube.com/watch?v=FKrx-4Awe70&feature=related

e por último:

http://www.youtube.com/watch?v=xQmC9Q8P9Yg

eu sei que essa música cantada pela irmã da Enya não tem necessariamente algo a ver com o natal, mas sei lá, me causa arrepios toda vez que eu ouço, além de ter um clima yin :-)))

Monday, December 6, 2010

Side Show e...

Entao esta na hora de fazer a divulgacao do show das Ponygirls, promovido pela minha esposa Karen Madsen.













Tambem queria fazer uma mencao honrosa ao merecidamente campeao brasileiro de 2010, o meu Fluminense. Meu carinho vai pra todos os meus amigos tricolores e principalmente pro meu pai e o meu irmao que eu sei que nunca lerao esse post, mas eles sabem o quanto eu amo/admiro eles e eh isso que eu mais quero deixar registrado aqui. Ontem a vontade de falar com meu pai foi maior do que nunca, mas a figura lendaria, logo apos o jogo, ja estava corrigindo provas, typical Proenca! Finalmente deixo uma frase do N. Rodrigues que descreve bem a situacao.

Ser tricolor não é uma questão de gosto ou opção, mas um acontecimento de fundo metafísico, um arranjo cósmico ao qual não se pode – e nem se deseja – fugir

Thursday, December 2, 2010

Let it snow

Ao contrario da Karine que postou em seu blog o odio a neve, eu gosto da neve. Alias eu gosto de muita neve pois assim eu nao tenho que trabalhar, rs. Nesse fim de semana o gales John Fairbrother, meu vizinho e colega de trabalho, com sotaque forte do pais de gales me convidou pra uma atividade diferente: pegar camara de pneu e descer a montanha de neve que fica aqui atras da casa. Infelizmente nao poderei comparecer a essa aventura pq vou pra Dublin. Mas certamente terao outras oportunidades ja que a Irlanda ta quase virando uma estacao de esqui agora, rs Ele ainda disse que um outro colega vai pegar snowboard pra descer tambem, uhuuu Confesso que esqui, em termos de esporte, pra mim soh perde mesmo pro surf.

O que mais?

Nessas noites de outono/inverno voces most likely verao mais posts meus ja que nao posso fazer certas atividades como fazia antes, ex. andar com a cachorra. Alem disso to com alguns livros separados mas ainda nao tive coragem de tocar neles.

O que eu quero de natal?

Ja conversei com alguns amigos e provavelmente Santa Claus vai trazer um X-box pra mim.

Sim, Karine, eh um porre ter que limpar a janela do carro todos os dias com agua ou de-icer. Pior ainda quando vc termina de jogar poquer com os amigos, meia noite, vc vai ate o teu carro e ele ta totalmente coberto de gelo. Vc nao tem agua e nao tem de-icer entao o que resta? Bater na porta de um pub (que fecham meia noite) pra pedir um balde d'agua. Voltar pro carro, tirar o gelo e voltar pro pub pra agradecer e devolver o balde. O tempo gasto nisso eh de sofridos 5 minutos! Sim, muito sofridos pois estamos falando de -7 graus! Vc, brasileiro, do Rio de Janeiro, que nunca viajou pra fora provavelmente nao faz ideia, mas eu te falo agora: tenta entrar num daqueles frigorificos de carne e ve quantos graus tem la. Se a carne tiver congelada a -7 graus eh essa a sensacao que se tem aqui.


*Jack Daniels curtiu isto.






Monday, November 29, 2010

A questao das...

Drogas sempre foram usadas e vao continuar sendo usadas ainda por um tempo indeterminado. Os egípcios usavam drogas, foram até encontrados vestígios de cocaína (???) em múmias! Algumas sao legais e é somente dessas que eu participo. Nao que eu precise, mas uma cerveja, uma taca de vinho, um whisky ou ate mesmo um licor de chocolate de vez em quando me cai bem. Agora mesmo estou com uma pint de cerveja na mao. Uso sim com moderaçao.

Quanto as ilicitas. Existem varias delas. A cocaína era bem popular ate perder um pouco de espaco pra heroina, droga preferida de 9 entre 10 rockeiros. Existe a maconha, haxixe, crack, ácido e as sinteticas, anfetamina, LSD, extase e etc etc e etc. Nesse momento pode ser que estejam inventando mais uma droga por aí. Na minha mente um pouco sã, nao dá pra entender pq se arriscar nessas drogas sinistras quando as legais ja dao uma onda boa. Eu particularmente confesso que tenho medo de usar drogas ilícitas pelo simples fato de nao saber o que tem ali. Quem garante que a cocaína que vc compra eh 100% cocaina? Vc pode conhecer o fornecedor mas eu nao sei se posso confiar em alguem que fornece algo que eh ilegal.

Aqui na Europa o problema das drogas eh muito bem encoberto debaixo do pano pra ninguem saber. Eu, nascido e criado no Rio de Janeiro, nunca vi tantas drogas quanto eu vejo aqui. Já fui em varias festas onde nao muito raro terminavam em muito pó e até Special K. Aqui talvez nao exista aquele sentimento de "culpa" que tem no Brasil por estar fazendo algo ruim, pelo menos no Rio existe sim esse sentimento, lá as pessoas dizem pros drogados "Vc é quem financia essa m**". Em Portugal as pessoas me ofereciam drogas nas ruas como quem vende bala. Lá no Rio, aquela tal cidade que é noticiada como muito violenta, nunca, mas nunca na minha vida alguem tentou me vender drogas na rua, assim, escrachadamente. Havia sim aquelas festinhas onde um ou outro puxava um fumo, mas até mesmo cocaína eu nunca vi alguem cheirar em todos os meus quase 30 anos morando no Rio. Eu falo isso pros meus amigos europeus e todos parecem surpresos.

A diferenca entre o Rio e a Europa eh a postura das pessoas. Aqui as pessoas usam drogas mas fica nisso mesmo. No Rio isso envolve corrupcao de menores, trafico de armas, sem contar na corrupcao do sistema, policia etc. Nao sou a favor da descriminalizacao de nenhuma delas pq acho q soh aumentariam os problemas. O alcool em si já basta como grande causador de acidentes de transito e vidas perdidas. Porém, sou a favor de uma política de consciencia. Claro que para isso precisa-se sim, tirar essas AR15, AK-47, uzi e sub com mira laser desses malucos, prender o maximo que puder prender, pra dai sim entrar com um plano social. A justiça deve funcionar igual pra todos. Os direitos contidos nos Art. 5 e 6 da nossa constituição são direitos não somente daqueles que vivem em coberturas na Barra ou apês da Z. Sul. As pessoas da Penha, Baixada, Rocinha e por ai vai têm os mesmos direitos.

É claro que esse assunto é um pouco mais profundo que essas linhas e tambem envolve o proprio sistema. Enquanto nao houver um sistema socialista, tudo que é ruim numa sociedade vai continuar existindo em proporcoes maiores e até insuportáveis como vemos no Rio. Nunca na história da civilização tivemos um sistema justo pra todos. Tivemos sim, um ou dois países que entraram numa onda socialista porém como o resto do mundo, liderados pelo capitalista-mor EUA não aderiram, o mal venceu. Quanto a repressao as drogas, essa guerra não deve ser feita apenas pelo Rio de Janeiro, muito menos pelo Brasil. Todos os demais países da A. do Sul, A. do Norte, Europa, Asia, Africa e Oceania devem participar tambem. É somente no coletivo que vamos ver um resultado. É somente com o fortalecimento dos Estados que os cidadãos terão a garantia dos seus direitos. Não adianta apontar o dedo pro Rio e dizer que é culpa do Sérgio Cabral ou dos governos anteriores. A culpa é da falta de uma política séria internacional. O Sérgio Cabral tomou uma decisão séria ao pedir ajuda as forças armadas. Essas açoes no Rio foram como mover um grão de areia. O resto da praia também precisa se mexer!

p.s. desculpe-me pela grafia. Escrevi esse texto ontem com um teclado sem acento e fiz uma rápida revisao de acentos hoje.

Sunday, November 28, 2010

Olha ela ai

Ao contrario do normal de todos os anos, nesse ano a neve resolveu antecipar sua presenca e caiu em pleno novembro. Embaixo vao as fotos de um passeio nas florestas do Beleek Castle em Ballina, Co. Mayo. Como podem perceber foi dificil bancar o paparazzo da modelo principal: a Nina, claro! A chinesa que aparece tambem eh a Ruy Yan que fez niver na sexta e preparou um super-hiper jantar pra 10 pessoas aqui em casa no sab. Teve pratos chineses que eu nunca ouvi falar e ainda nao sei descrever mas podem ter certeza que foi otimo! As fotos abaixo foram tiradas do meu celular entao nao garanto que a qualidade chegue a 1% da beleza que as imagens reais eram.

Queria deixar tambem meus votos de muita paz para os meus amigos cariocas. Que as acoes sejam realmente eficazes e que possam melhorar a imagem dessa cidade. Espero que essas acoes acabem tambem com os hipocritas, "cientistas politicos" e burgueses de plantao.

































































































Wednesday, November 24, 2010

Memorias, "coincidencias" e uma logica ilogica

"Foi assim como ver o mar a primeira vez que meus olhos se viram no seu olhar"

A primeira vez que pisei na Irlanda...lembro ate hoje. O frio, a BMW da minha cunhada, a minha cunhada (com todo o respeito, rs) a roupa da Karen, incluindo o gorro que dava um extra charme, a estrada longa ate chegar em Balbriggan, o jantar na casa da cunhada, etc e etc. Lembro que eu me belisquei pra saber se aquilo era real. Morar na Irlanda ainda tem pra mim aquele gosto de quero mais. Tudo foi magico nas 3 semanas que eu passei aqui como turista. E toda vez que vem algum amigo brasileiro me visitar eu penso e talvez consigo sentir o mesmo que eles sentem, mesmo hoje em que as coisas se tornaram "normais" pra mim. Ha sempre aquele dia de sol que vc nao esquece ate pq sol aqui eh raro, por isso valorizado. Atualmente faz frio, muito frio e mesmo que ele, o sol, pinte, sera apenas um coadjuvante. Ainda sim tem momentos que eu falo pra mim mesmo "ai, ai". Esse pais pra mim ja se tornou uma segunda patria acho que ate antes mesmo de eu pisar nele. Acho que pelas minhas noitadas em irish pubs no Rio eu ja sabia que eu era "Irish", rs. Claro, sem contar do tempo quando eu conheci a Karen no Brasil e a afinidade foi enorme. Ha algumas coincidencias tambem, alguns diriam "destino". Por ex. a minha irma se chama Una, nome extremamente incomum no Brasil e na verdade eh um nome irish. A melhor "coincidencia" envolveu o avo do marido da minha cunhada. Quando a Karen foi batizada, ele que era uma figura bem excentrica, foi ao batizado sem ser convidado e cantou pra Karen uma musica. A letra da musica era "Antonio, Antonio". A minha sogra, catolica assidua, conta essa estoria ate hj com admiracao.

Quanto a economia, vcs querem uma ironia do destino? O Brasil vai emprestar dinheiro pra Irlanda!

Siga a logica: O Brasil ha poucos anos emprestou dinheiro pro FMI. Esse vai emprestar dinheiro pra Irlanda, logico, o Brasil vai ser o credor! Legal neh? Eu nao acho, mas fazer o que, rs

Monday, November 22, 2010

Esporte pra macho!

Fim de s bem agitado, com niver na sexta e ontem fui dar uma força ao negócio da Karen. Pra quem ainda não viu tem o site (AQUI) que explica melhor. Ela faz convites de casamento e ontem teve essa feira de casamento, 100% grátis com cocktails e canapés.

Hj dei uma passada pra ver a boxing academy que tem aqui em Ballina e me empolguei. Afinal quem não tem cão caça com lebre. Se no Rio eu fazia kung fu, aqui a parada é o boxe mesmo. Além do mais tem tres colegas de trab frequentando essa academia tambem. O que esses tres tem em comum? Todos amam UFC. Eu todo orgulhoso digo pra eles que a minha irmã é amiga(isso mesmo, de frequentar casa e tudo) do Rickson Gracie, Vitor Belfort e por aí vai. Os olhos deles brilham e um deles me diz: "então quer dizer que eu to há um grau de distancia dos caras?" Sim, alem do Sepultura, o BJJ é uma parada que dá orgulho! Claro que eu cito também a obsessao que os brasileiros (principalmente noish cariocaish) temos com o corpo e saúde. Isso n é necessariamente algo de orgulho. Mas ainda sobre o boxe, esse esporte que já foi o mais popular da Irlanda hj talvez só fique atrás do rugby e alguns gaélicos (fonte Wikipedia)

Desenrolando ainda sobre esportes, talvez vcs possam ter visto outros blogs falando sobre isso, mas eu vou dar aqui meu testemunho. Esportes na Irlanda são em sua maioria brutos! Nada daquele "minha panturrilha tá doendo entao vou desfalcar o próximo jogo" que a gente ve em futebol. Aliás eu costumo falar pra todos os meus amigos que se dependesse desse assunto eu devia ter nascido na Irlanda. Quando era moleque sempre fui zagueiro no futebol, daqueles que ou a bola ou a perna do atacante tinha que ficar. Era literalmente uma parede apelidada de "tonhão". Além disso tinha uma porrada de esquerda que todos conheciam e temiam. Ainda sobre esse assunto (viu Fábio, nao to mudando nada) vi o final do Rugby entre Ire e Nova Zelandia no sáb. Que jogo! A Irlanda perdeu, mas eu entendo perfeitamente afinal do outro lado havia uma parede de ferro!

Por último deixo aqui um vídeo que acabei de achar no youtube do início da carreira do Vitinho onde a minha irmã aparece lá por volta de 2.20min fazendo interprete do Carlson Gracie (in memoriam)

http://www.youtube.com/watch?v=upyiB5CkcqQ&feature=related

Uma ótima semana pra todos voces!

Monday, November 15, 2010

mais um post com personality disorder

Hello bloggers, facebookers, orkuters, twitters...

Sáb. tive em Dublin. Encontrei com uma menina do Rio que apenas conhecia pelo Facebook. Fizemos uma bagunça no Bruxelles e eu mostrei a estátua do Phil Lynott pra ela. O encontro foi regado a muita cerva, coke & JD e shots de jagerbomb! Resultado: uma terrível ressaca no dom.

O assunto foi geral e eu fui conhecendo essa menina melhor do que através dos posts dela no Facebook. Falamos sobre política (bom, até as divergências aparecerem, daí mudamos de assunto). Mas o que eu estava falando hein?! Não lembro mais aonde eu queria chegar então vou ter que improvisar aqui, rs. Bom, ela só está há 3 meses aqui e eu disse pra ela que quando vc tá fora do país é o mesmo que estar fora de um relacionamento vicioso ou fracassado. Vc passa a enxergar as coisas de uma forma diferente. Eu passei a dar mais valor ao Brasil em certos aspectos (políticos inclusive) e passei a odiar mais outros aspectos (a tal da obsessão pelo corpo). Mas como eu perdi o fio da meada mudarei de assunto, rs.

Obcecado que eu sou pelo Faith no more, fui catar o significado da letra de Caffeine. Descobri esse site (http://www.songmeanings.net/songs/view/5081/) que tem um fórum no mínimo engraçado sobre os possíveis significados da letra. Fato é que o M. Patton criou essa letra numa onda de 3 dias sem dormir assistindo a programas de auto-ajuda na Tv. Porém a imaginação da galera que postou suas versoes sobre o significado da letra é que é maneiro. Um deles diz que a letra fala sobre masturbação. Pior que faz sentido total!

"Pour shame all over us
Harden into a crust - cement"

Falando em música, em breve trarei algumas novidades bacanas aqui. Pra quem me segue, bear with me!

Foi mal Fábio (agora na versão Daddy) mas as vezes não dá.

Thursday, November 11, 2010

Apenas 6 números e uma casa dos sonhos!

So far, so good!

Fiz minhas primeiras andanças com a cachorra pelas country roads de onde estamos morando agora. Só tenho a dizer que o lugar é fantástico. Cercado de montanhas e com uma vista ampla do oceano e as luzes da universitária Sligo Town, Templeboy é sim, mais rural que a vila de Enniscrone. Na verdade percebi agora que não moro mais em Enniscrone o quanto aquilo lá é uma farsa. Metade da pop (de 900 hab.) é aposentado inglês que quer silêncio e a outra metade...bom, talvez seja gente doida que nem eu, rs. Sem mágoas, a vila de Enniscrone é sim, um lugar perfeito pra quem procura paz.

Mas...voltando a falar de Templeboy. Não vou falar muito porque acho que as fotos falarão mais. Fotos essas que não estarão aqui ainda por falhas de comunicação. (to ainda sem internet em casa)

Porém...falando em montanhas e country life, ví esse anúncio hoje que despertou aquele meu espíritozinho-fraco-consumista. Deu vontade de ganhar na loto e comprar uma dessa. A casa tá numa área de 41 acres(acredite, é muito grande!) data de 1780 (claro que foi reformada desde então) e fica cercada pelas montanhas do mágico condado de Wicklow. Condado esse que tem uma cidade monástica chamada Glendalough. Já tive lá duas vezes e sempre encontro uma paz que talvez poucos lugares me proporcionam. Também era o lugar onde os monges meditavam e ficavam isolados por dias, meses, talvez anos!

O tal do anúncio tá aqui: http://www.irishtimes.com/newspaper/property/2010/1111/1224283084513.html

Um beijo, um abraço e um ótimo final de semana!

A previsão é de ventos de 140 km/h pra hoje. Espero chegar em casa!

Friday, November 5, 2010

Alguém se Candidata a ser Parlamentar na Suécia???

Ainda vai levar um tempo pra se estabelecer na nova casa. Ainda to sem internet em casa entao ai vai mais um daqueles posts "sem pensar muito", straight to the point!

O vídeo a seguir foi mandado pela minha mãe. Eu tive uma conversa ontem durante o tea-break com o Luke em que ele reclamava do governo. Dizia que o governo entrou com uma série de cortes por conta da recessão (ou crise se vc preferir) e eles vão perder um tipo de benefício por terem filhos, benefício esse que eles recebem há anos. Esse corte vai ser a partir do ano que vem. A raiva dele é que o Taoiseach (primeiro-ministro) da Irlanda recebe algo em torno de 250 m EU por ano. Ou seja, o cara vai cortar o $ do povo mas não corta o dele.

Esse vídeo me faz questionar várias coisas. Quantos anos a Irlanda vai esperar pra então decidir por um sistema, que eu diria, quase perfeito como esse? E o Brasil? Bom, acho que os brasileiros vão ficar ocupados por pelo menos 4 anos pagando o salário de um palhaço semi-analfabeto, GRRRR! A última pergunta que vem a mente é "Porque eu não nasci na escandinávia?"

Wednesday, November 3, 2010

As marcas deixadas pelas garras do tigre

O ano nem acabou ainda, o celta sim. Aproveitando que eu to extremamente ocupado pra separar 10, 15 min pra elaborar um texto decente pra esse Blog, vou apenas repassar a mensagem recebida há alguns dias do meu mestre de Kung fu no Rio, onde ele faz um pequeno comentário sobre esse ano de 2010. Para os superticiosos ou não, ainda sim acredito que o ano não tenha sido fácil, muito menos boring.


"Mudando um pouco de assunto...
Enfim chegamos ao fim do ano e mais uma vez um momento de reflexão e
como havia comentado anteriormente este tem sido um ano tenso e
intenso. Um ano estranho, conturbado, amargo e de acontecimentos
extremos e mobilizadores de energias fortes.
Para os místicos já era algo previsível nos zodíacos, principalmente
para o chinês .
Transcrevo uma passagem que peguei na internet ainda no inicio desse
ano:
“De acordo com as previsões do horóscopo chinês para 2010, este será
um período bastante explosivo, devido à influência do Tigre. Será um
ano de desacordos e desastres de todo o tipo. Nada será feito em
escala pequena, seja bom ou ruim. As pessoas serão levadas à tomar
decisões drásticas, agindo sem pensar, o que pode nos levar a lamentar
pela pressa mais tarde.
Tanto nas amizades como nos negócios, será preciso confiança mútua,
pois os laços feitos nessa época podem ser quebrados facilmente.
Entretanto, ao mesmo tempo esse será um ano de mudança. Uma
oportunidade para a introdução de novas idéias e superação de
situações de risco.”
O que proponho com essa exposição e que reflitamos sobre nossas
posturas de uma maneira pacífica e tranquila e autocrítica. Para haver
paz e equilíbrio nas palavras, nos atos e nos gestos.
Desde já desejo a todos vocês harmonia e luz para mais uma transição
de ano.

Saudações a todos!

Prof. Allexssandro Boto"

Tuesday, November 2, 2010

Estamos em obra

Só um lembrete pra quem possa estar sentindo a minha falta (gerundismo elegante): estamos de mudança o que requer atenção-extra em casa. Sobrou uns minutinhos aqui no trampo então deixo vcs com uma fotinha tirada no sáb. (véspera de halloween) Feliz ano-novo celta!











Sim, eu sou o gorila, por falta de fantasia, roubei essa do Dermie, meu cunhado. Beijos e abs!

Thursday, October 28, 2010

Eventos

Pra quem ainda acha que esse negócio de halloween nao é levado a sério aqui. Ao contrário do Brasil onde ainda há resistencia contra esse evento, aqui cada vez mais ganha espaço. Afinal, o verdadeiro halloween surgiu aqui, com origens celtas, cujo nome em Irish significa "Fim do verão".* Nos EUA, porém é que o halloween se tornou esse "carnaval"que é hoje.




















Infelizmente não sei se poderei estar presente já que estaremos de mudança nesse fim de semana >:-( Tentarei ir a pelo menos um desses aí.

Wednesday, October 27, 2010

Aquele post onde eu misturo tudo!

Estou agora bebendo uma cerveja holandesa chamada "La Trappe". É uma delícia e humildemente falando lembra bastante a cerveja que eu fiz. Para os entendedores de cerva a La Trappe parece ser uma das "Ferraris" das cervejas. Estou de saco cheissimo de tantos emails, mensagens, twitters, post e mais posts falando mal da Dilma ou do Serra. Afinal todos sabemos quem vai ganhar né? E essas mensagens nao farao a menor diferenca. Nao pra mim, burp! O que mais? Minha mae acaba de mandar um email dizendo que comprou um soul Kia preto que segundo ela é = aos taxis pretos de Londres. My mom is so cute! Ela adorou os taxis de londres quando estivemos lá, mas chegar ao ponto de comprar um pra mim foi surpresa. O que mais? Sei la, a lua ta minguando o halloween chegando, lua minguante x halloween dá uma combinacao macabramente boa! Foi muito mal fazer vc perder seu tempo lendo essas coisas.

Friday, October 22, 2010

07/10/2010: Metrópolis - Rush

Tenha um ótimo fim de semana! Halloween tá chegando, já to com a minha jack-o'lantern preparada. Embaixo vai um vídeo de uma das minhas bandas preferidas e que infelizmente só tocam nas Américas, fato esse que entra certamente pra minha lista de "pequenos" arrependimentos de morar aqui na Europa.

A partir de 4.30 tem um comentário legal...I hate you Brazilians!


Tuesday, October 19, 2010

Sobre Kung fu, filosofia oriental e...

Em busca de um novo post, um novo tópico, algo que nao foi dito aqui antes ainda...

Tenho que confessar algo...

...que para alguns pode ser besteira...

Pra outros talvez faça sentido.

E pra maioria talvez seja motivo de gozação.

Estão preparados?

Eu não sou de ver TV, apenas quando a chuva aperta e os ventos fortes daqui do oeste insistem em manter a gente casa, eu ponho a lareira, abro uma garrafa de vinho (branco de preferencia) e relaxo no sofá, tendo a bela cia. da minha esposa, da minha cachorra e da gata. Um desses programas que eu paro pra ver é o Dog Whisperer. Apresentado por um "psicólogo de cães" mexicano-americano o programa aborda diferentes fobias, agressividades, enfim, questoes com cachorros "muito amados, mimados, mas pouco disciplinados e exercitados". O que eu mais gosto nesse show é que o Cesar (a tal figuraça que apresenta) fala sobre energia e estado de espírito, ou seja, coisas que a maioria dos americanos não devem ter a mínima noção do que se trata. Aprendi antes mesmo de adotar a nossa pastor-alemã que cachorros precisam ser disciplinados e exercitados antes mesmo de serem amados.

Fazendo um link a isso, sou apaixonado pela filosofia oriental. Como estudioso do zen-budismo(japonês) e ex-praticante de Kung fu, além de um breve contato e absorção do Tao eu acho que entendo perfeitamente o trabalho desse cara. Acho também que a natureza nos ensina muito mais sobre nós do que imaginamos. A intuição, o senso de perigo, a linguagem corporal e estado de espírito estão lá, neles, os cachorros. No programa o Cesar diz "I rehabilitate dogs and train people". Há porém um ponto negativo nisso aí: percebe-se que a grande maioria não entende o que ele quer dizer com ser um líder "calm-assertive" em português seria algo como um líder que mantem a calma mas também firme, alguém que sabe dizer não e nunca dá o braço a torcer. Eu pesquei um pouco disso no pequeno período que pratiquei Kung fu e agora to no papel de líder. Ainda tenho aprendido bastante, por exemplo como ter a atenção da Nina quando tem outros cachorros por perto, mas vou chegar lá :-)

Por último gostaria de saber de quem lê esse blog: 1 - qual é a sua filosofia de vida, em outras palavras, o que vc acha ser o mais importante na vida 2 - quais são as fontes onde vc obtem conhecimento pra melhorar sua forma de lidar com as pessoas ou consigo mesmo 3 - O que vc mudaria na sociedade. Fique a vontade pra falar sobre o que quiser!

Friday, October 15, 2010

SideShow

Enquanto chove lá fora e eu nao posso fazer a caminhada diaria pela orla com a cachorra vou escrever algo aqui.

Na verdade to sem assunto especifico entao vou postar as fotos do show das Ponygirls que ocorreu sab passado. Eu fiquei no som/iluminacao e dessa vez foi maneiro pq estava muito bem acompanhado por nada mais que a minha esposa ja que dessa vez ela ficou 100% no backstage e nao se apresentou.

O show em si tambem foi legal apesar da desorganizacao do lugar, por ex. ate os 46 do segundo tempo eles nao tinham cabo pra ligar dois speakers (?). Pela primeira vez tambem tive a sensacao de estar no controle de tudo em vez de "ser controlado pelos outros". Ja fiz som e iluminacao das Ponygirls antes e sei como é lidar com egos de meninas excentricas e tecnicos de som rabugentos. Ouvi uma vez que existem duas profissoes que vc jamais deve desrespeitar: operador de mesa de som e garcom. Vc pode imaginar porque mas senao eu lhe digo: eles poderao f*** contigo e vc nao vai nem perceber, rs.

Tambem queria deixar meu agradecimento a blogueira Cherry (acho q eh isso) pelo comentario e vou dizer tambem que em breve escreverei algo dedicado pra ela e tantos outros que tem curiosidade sobre a Irlanda, especificamente falando sobre a parte oeste dessa ilha. Eh por causa de pessoas como vc que eu lembro que esse blog pode ser util pra alguem :-)

Entao ai vao as fotos









Friday, October 8, 2010

Google street view 2

Enniscrone está lá! Contrário do que eu pensei, existe uma maneira de dar zoom e ver a vila onde eu moro.

Entao o link da vila que eu moro: LINK AQUI
lá na frente tem o pier onde eu vou pescar de vez em quando.

Thursday, October 7, 2010

Google street view

Uma das ferramentas mais inuteis e ao mesmo tempo viciantes mapeou a Irlanda e alguns paises incluindo o Brasil.

Aqui vao entao as fotos das ruas dos meus sogros, da escola q eu estudei em dublin e do apartamento da Karen em Balbriggan. Divirtam-se


rua dos meus sogros (por questoes de privacidade nao vou dizer qual casa eles moram, rs)


obvio que aqui onde eu moro, sendo depois da onde o vento faz a curva, o google street view ainda nao teve a audacia de cobrir.


Monday, October 4, 2010

Post sem edicao e direto, assim na base da correria!

Na sexta levei a Karen no hospital pra tratar da coluna já que estava com dor desde segunda. Pegamos a Nina e fomos pra Dublin. Dormimos na casa da Ingrid depois de ver um pouco de tv com o Alan. No sabado, almoco grande pra aguentar a maratona de ir a IKEA. Dont get me wrong. I love IKEA. O lance é que depois de seguir as setas por mais ou menos uma hora e meia vc quer fugir de lá. Fugimos com algumas bugigangas e voltamos pra casa dos pais da Karen. Jantamos e ouvimos a Aunt Mary e Philo relembrando estórias da adolescencia e depois fomos pra Ingrid dormir de novo. Essa estava fora o fim-de-semana inteiro entao restou ver um pouco de tv com o Alan de novo. Domingo de sol, acordei me sentindo um trapo, com alergia me matando, thanks to the dusty place que é a casa da Ingrid. Fomos ao Ardgillan Castle levar os cachorros pra passear e depois demos uma passada no Oktoberfest. I mean Oktoberfest my ass. Apenas uma desculpa da Erdinger de promover um evento e fazer um dinheiro. Mesmo assim me empanturrei de Erdinger e maloquei (como tantos outros tipicos irish) uma jarra de 1 l. de Erdinger. É minha! Pausa pra jantar na casa da sogra com os cunhados e...de volta pro oeste! Dessa vez eu nao via a hora de voltar pra casa pois tava com a minha querida esposa. Semana que vem tem mais Dublin.

Friday, October 1, 2010

Tá chegando

O blog agora dá uma pausa pra discutir política. Como já disse alguns posts atrás estou otimista com a eleição pra presidente do Brasil no próx dia 2 pois quaisquer dos três principais candidatos me parecem preparados pra governar o Brasil.

Além disso, tenho recebido emails de vários amigos com vídeos difamando o Lula, a Dilma ou os dois juntos. Nao que eu seja PT, nao que eu apóie a Dilma, até porque nao vou nem votar por estar fora do país. Porém vejo que criou-se um ódio infundado. O Brasil vai bem economicamente falando e desempenha um papel cada vez mais importante no cenario internacional. Por esse fato mesmo acredito que qualquer um desses tres (Serra, Silva e Rousseff) tenha capacidade de dar continuidade a esse momento único que o país vive. Enquanto paises como a Irlanda ainda se sacrificam pra se levantar do grande tombo que foi a crise mundial, o Brasil é motivo de orgulho. E olha que aqui é um brasileiro que sempre falou mal do próprio país. Abaixo repassarei o texto escrito e editado por um amigo meu.

Como filho de ex-perseguidos políticos e finalmente, anistiados políticos, sinto a obrigação de repassar essa mensagem.

Realmente faltando apenas dois dias e meio pra vcs irem as urnas, nao vejo nenhuma razao pra estarmos com pensamentos negativos sobre quem irá administrar o nosso país.

Ah! Só mais uma coisa: Foda-se o Jabour e outras criaturas insignificantes que nem valem a pena serem mencionadas. Viva aqueles que tiveram a coragem de mandar um foda-se pra mídia comprada do Brasil. E vcs devem saber de quem eu estou falando...

********************************************/***************************************

Deformadores de Opinião (editado)

setembro 27, 2010 por riorevolta
Globo e a Democracia

Globo defendendo a "democracia" em 2 de Abril de 1964

Venho aqui para defender a nossa democracia. Não porque acredito que a democracia liberal locke-hobbesiana seja a organização perfeita da sociedade. Muito longe de ser justa, democracia liberal é um jogo de cartas marcadas onde o parlamento vem apenas corroborar e legitimar as decisões tomadas fora do domínimo público, por agentes poderosos do grande empresariado nacional e internacional. Lobby, o velho jogo de interesses, é a principal força que domina o parlamento liberal.

Porém, em alguns momentos, este jogo de interesses calha de ser progressista. Em alguns casos também, vale notar, a pressão popular nas ruas ou através de abaixo-assinados (caso brasileiro) levanta questões de alta relevância popular dentro do parlamento, no entanto, como o Ficha Limpa, a votação de origem popular pode terminar num insuspeito “empate”, adiando a decisão para depois da eleição. Favorecendo assim, candidatos-bandidos que com poderosos advogados e “bons nobres” aliados no judiciário, conseguem se manter eleitos, mesmo com a ficha corrida que faria Al Capone se apequenar.

Por que estou falando de democracia, afinal? E por que estou a defendê-la, mesmo após estas duras críticas que já fizemos e continuaremos a fazer? Como muitos sabem, recomendei, vários meses atrás, o voto nulo, por que agora não mais o faço? A resposta é simples. Para nossa surpresa, diante da evidente derrota de seu candidato, a direita brasileira mostrou uma face assustadora muito rapidamente, pegou a todos de supetão e radicalizou a discussão política brasileira de um modo que não se via há um bom tempo. É tudo ou nada para eles.

Através de seu aparelho midiático fortíssimo, encabeçado por Veja, Folha de São Paulo, Rede Globo, Estado de São Paulo (esse ao menos teve a dignidade, aos 43 minutos do segundo tempo, de admitir que defende Serra), a direita mostrou-se extremamente irritada e violenta, vomitando todo tipo de argumentos contra o presidente e sua candidata. Esta irritação da direita se mostrou extremamente semelhante com a que apareceu nos anos 50 tentando derrubar Vargas e dez anos depois, conseguiu derrubar João Goulart, eleito pelo voto do povo. Daí nasce a preocupação.

Lendo os editoriais atuais da Folha de São Paulo, do Globo, do Estadão e muitos outros, é impossível não fazer paralelo com a campanha de Lacerda nos anos 50. A capa do Globo que colocamos na introdução mostra muito bem este assustador viés golpista. As palavras são as mesmas, se pegar um texto anti-goulart publicado no Globo em 1964 e só trocar João Goulart por Dilma Roussef ou Lula, teremos um texto novíssimo, pronto para as prensas.

Veja e Serra

Veja e sua imparcialidade

A Veja por sua vez se tornou um periódico sensacionalista em que nem as capas tem mais o apuro técnico que um dia teve, com aquela célebre – e patética – foto de José Serra quando a soberba já dizia “Serra e o Brasil pós-Lula”. O futebol já nos ensinou que soberba e salto-alto não ganha jogo, ainda mais com um jogador sem carisma e impopular.

Se fosse apenas o velho jogo da “democracia” de um lado criticando o outro, denúncias de corrupção maior ou menor, não estaríamos surpresos. Mas quando a direita raivosa, através de seus arautos, começa a deslegitimar o voto popular, utilizar de “intelectuais” (as aspas seriam maiores se pudesse) como Caetano Veloso e Arnaldo Jabor, alegando que Lula quer venezuelar a democracia brasileira, que em breve os “soviéticos” (palavra do Jabor) irão dominar o Estado brasileiro que a “Democracia está ameçada” (palavras do Globo pouco antes de derrubado Jango) ou ainda, nas palavras também de Jabor: “si vis pacem parabellum” (se queres paz, prepara-te para a guerra), moto fascista nos anos 30.

Ainda temos a Folha se utilizando de um ladrão de carga, falsificador de dinheiro, três vezes condenado, como fonte idônea de acusações contra o governo, tentando criar um mar-de-lama exatamente como udenismo fez com Vargas, para legitimar o golpe que viria depois. A Datafolha por exemplo, que faz pesquisas de opinião, sistematicamente mostra pesquisas mais favoráveis ao Serra do que todos os outros veículos de pesquisa (Vox Populli, Ibope por exemplo). Paulo Henrique Amorim fala disso diariamente.

Recordar é viver e não esqueço que Globo apoiou a ditadura militar, que a Folha de São Paulo emprestava seus carros para torturadores e enriqueceu brutalmente com favores dos “democratas de 1964-85″. A Veja por sua vez, comandada pelo nobre Roberto Civita, tinha Mino Carta – claramente anti-ditadura – como editor, mas após alguns anos de censuras e precisando de dinheiro do governo, Civita demitiu Carta (o governo não iria dar dinheiro para uma publicação com tal sujeito “difamador” na edição) e a Veja pôde atuar com mais liberdade dentro da ditadura, publicando pérolas como “Encontrado Monstro do Lago Ness” (1975) e o boi geneticamente misturado com um tomate (1983). Apuro jornalístico nunca foi o forte da revista.

As semelhanças entre o udenismo antigo e o novo não páram por aí. Da mesma maneira que em 60, estes veículos chamam a classe média para uma “marcha pela democracia”, contra o “perigo vermelho”, reune intelectuais de nome e de berço para fazer coro com seus ideais anti-democráticos. Dá vontade de rir quando se referem ao PT como perigo vermelho… Não é vermelho, nem perigoso. Talvez seja perigoso para o Democratas (sic), aquele partido que sempre foi contra a democracia apoiando a ditadura desde o seu berço, e para o PSDB, aquele partido que queria acabar com o voto direto e colocar um parlamentarismo no Brasil, logo após o movimento Diretas Já e no poder governou por decreto-lei, vulgarmente chamado de “Medida Provisória”. No entanto a direita “democrática” brasileira é curiosa, convoca debate pela democracia no Clube Militar, que arquitetou a ditadura.

A direita brasileira só defende a democracia quando está ganhando, quando perde acusa os vitoriosos de “hipnotizar a população” e de querer instaurar uma ditadura soviética, de querer ser um novo Hugo Chavez, de quere acabar com a liberdade de expressão . Engraçado que até agora ninguém comparou Dilma a Stálin, citaram nazistas e Mussolini, mas não Stálin. Curioso.

FSP 1 de AbrilA venezualização que supostamente Lula quer para a democracia brasileira é, também, muito curiosa. Hoje a Venezuela tem mais canais públicos, privados e rádios livres de controle do governo do que o Brasil. Na Venezuela o voto é facultativo e ainda assim, nas últimas eleições legislativas, a participação da população votante foi imensamente maior que a média das democracias ocidentais, chengando a 67% (vale lembrar que na nossa última eleição obrigatória, apenas 81% compareceu as urnas, mesmo com a burocracia para pedir abstenção). A urna eletrônica venezuelana imprime o seu voto, que pode ser visualmente confirmado e colocado numa urna e serve para recontagem e confirmação. Por aqui, o 'caudilho' Chavez foi chamado de ditador quando emplacou a lei da reeleição, mas quem fez semelhante lei aqui no Brasil foi FHC (que a fez com o escândalo de compra de votos no senado). Na Venezuela, todos os canais de tv que até hoje dizem que estão fechados já voltaram a ativa há um bom tempo, exceto um, que não quis se adequar as novas leis de rádio-difusão.

Aliás, a nossa lei de rádio-difusão é de 1961, altamente defasada. Nenhum país sério do mundo tem uma legislação de imprensa tão desregulada quanto a nossa. Publicar mentiras em capa de revista e depois se corrigir em notas de rodapé é praxe. Gerar um mal-estar e mobilizar a opinião pública, influenciando juris em julgamentos ainda em andamento é um crime grave nos EUA por exemplo, que pode inclusive invalidar ações judiciais, e em todas as democracias do mundo, rende processos milionários. Regular este tipo de crime editorial é por aqui taxado de censura. Temos de defender o direito à palavra universal, mas se o veículo publicou a história como fato e não como opinião, tem que provar – e não somente com a palavra honrosa de ladrões de carga e falsificadores.

O perigo neo-golpista reside não nas críticas que a grande imprensa faz sistematicamente contra o governo. Sempre fez a crítica e tem direito de fazê-lo. O neo-udenismo dela está em deslegitimar o voto popular com argumentos tipo "hipnotização do povo"; "a população não sabe votar", convocar marcha para defender a ‘democracia ameaçada’ (ameaçada por quem? como?). Adensa também a incessante busca por deslegitimar a estrutura de poder e a sucessão de mandatos, afirmando que "presidente com maioria absoluta não faz um democracia saudável" e que "alternância de poderes" mostra vitalidade da democracia, isso vindo dos jornais e revistas que defenderam o governo FHC com 90% do parlamento a seu favor e emplacando na marra a reeleição. Quanta imparcialidade. Ainda vão mais longe ao atacar a estrutura democrática parlamentar brasileira na acusação – sem qualquer evidência – de que o governo quer instaurar uma ditadura soviética no país. Minha nossa, estamos em 1962?!? Prosseguem tentando deslegitimar candidaturas aprovadas e investigadas pelo TSE tentando convocar a candidata do governo para depor no Senado sem qualquer prova, simplesmente para “se explicar” (se explicar de que?), buscando invalidar sua candidatura numa tentativa de instaurar um clima de mar-de-lama vinculando toda e qualquer ação corrupta (comprovada ou não) à candidata do governo, justificando sua derrubada. Para isso se utilizam de depoimentos desmentidos em juízo na Polícia Federal e admitidos pelo próprio PSDB e TSE que não tem relação com a canditada do governo (caso Erenice) e a Folha de São Paulo vai mais longe, utiliza-se da idoneidade de um ladrão de carga, três vezes condenado, falsificador de dinheiro para legitimar seu ataque ao favorecimento na Casa Civil... Minha nossa, isso é jornalismo?! Isso é imprensa livre ?! Livre para quem?!

FSP 1964-2Aí reside o golpismo.

É por estas razões que eu me coloco em defesa da democracia contra a direita golpsita. Se a democracia liberal é ruim, a ditadura liberal patrocinada pela grande mídia, é muito, mas muito pior. Vale o que o povo votar.

E para enfatizar que não sou cínico ou obtuso, também quero, assim como Lula, extirpar os ditadores do Democratas e os neoliberais anti-nacionalistas do PSDB da política nacional. Mais ainda do que isso quero ver essa Imprensa da Guerra Fria derrotada, por sua arrogância e posição de donos da verdade. Quero a derrota da Veja para o qual o mundo atual "é o mais justo já criado pela humanidade”, quero derrotar a Folha que emprestava seus carros a torturadores da ditadura que carinhosamente chamou de “ditabranda”; da Globo e sua “defesa da Democracia” de 1964. Por estas razões é que conjunturalmente, vou votar com o Lula, na Dilma Roussef. Contra a direita.

Vamos extirpar este ranço colonial da democracia nacional. Contra os Deformadores de Opinião!

****

Se chegaram até aqui lendo, vale a pena, prosseguir:

****

Alguém pode perguntar "por que então, não votar na Marina, no Plínio ou em qualquer outro partido? Se o intuito é extirpar as forças retrógradas para fortalecer a democracia?"

A resposta é simples.

Marina Silva e o PV jogaram seu passado no lixo nas recentes alianças dos últimos anos com forças ultra-conservadoras e neoliberais, na contramão da política do mundo. Se com o PV ainda se tinha alguma ponta de progressismo, as declarações de Gabeira e alianças do partido, terminaram com qualquer dúvida do conservadorismo de suas opiniões. Além disso, o voto em Marina Silva coloca o José Serra no segundo turno, é completamente o jogo da direita. Não satisfaz a candidatura dela ou mesmo suas perspectivas políticas, vai continuar - como sempre foi - uma candidata periférica, de um partido periférico.

Votar na Marina dará mais um mês e meio da Imprensa Guerra Fria de lutar contra o perigo vermelho (sic), ignorando completamente a realidade brasileira.

Quanto ao PSOL, PCB, PCO e PSTU, os outros partidos com candidatos a presidência, todos - sem exceção - da esquerda socialista mais ou menos radicalizada, sofrem de um problema fundamental: democracia liberal não foi feita para partidos radicais de esquerda. Essa discussão vem no interior da esquerda há mais de 150 anos. Partidos atomizados e sectários da esquerda radical não quiseram notar que nunca se mostrarão como alternativa viável dentro do processo eleitoral liberal locke-hobbesiano. Não existe um único caso de partido de esquerda chegar ao poder pelas urnas e conseguir implementar mudanças radicais. Mudanças radicais não combinam com democracia. Democracia Liberal é por excelência um processo conservador.

O evidente desapontamento e desilusão da população frente ao voto liberal-democrático, no Brasil e no mundo, numa clara reação ao conservadorismo, elitização e "nobiliarquização" dos parlamentares, convergidos com o poder dominante, somado à natureza fisiológica do poder eleito, muitas vezes taxada - em todo mundo - como "antro de corruptos e lobbistas", e ainda, a opinião quase generalizada da falta de representatividade e legitimidade popular efetiva no processo democrático locke-hobbesiano, apenas reforçam que a via eleitoral não é o caminho de partidos radicais de esquerda (nem mesmo dos radicais de direita).

Desta maneira, estes pequeninos partidos radicais acabam por corroborar o sistema eleitoral que por natureza inviabiliza seus governos, assim tentam capturar migalhas parlamentares para esbravejar para as paredes do parlamento, caso eleitos. Sua viabilidade como lideranças nacionais efetivas é nula, pois toda vez que a esquerda radical chega ao poder as forças direitistas divergentes se unem e espantam o "mal-vermelho da democracia". Sobre uma candidatura viável da esquerda radical parafraseio Lacerda: Ela não pode ser candidata. Se o for, não pode vencer as eleições. Se as vencer, não pode tomar posse no cargo. Se tomar, não pode governar!

Daí a natureza golpista da direita toda vez que a democracia deixa de ser conservadora.

Assim, portanto, votar em qualquer outro partido e não no que realmente pode significar uma expressiva derrota da direita conservadora, mesmo que dando vitória a uma esquerda fisiológica, mas ainda assim progressista, é fazer o jogo claro da direita. O importante atualmente é derrotar maciçamente a direita e seus arautos.

Não se iludam. Não foi por acaso que recentemente, diante da garantida derrota de Serra que a direita começou a usar Marina Silva como base de manobra de sua chapa anti-petista para tirar a vitória do Primeiro Turnoe forçar mais um mês e meio. Não é incomum encontrarmos opiniões dentro e fora do círculo conservador (especialmente fora de São Paulo) subitamente apoiando a candidata "verde", sendo citada e elogiada por blogueiros e colunistas engajados (sic).

Para a direita, distribuir oxigênio é melhor que distribuir renda; salvar o círculo polar ártico é melhor que salvar o círculo da miséria; abraçar a natureza é melhor que abraçar a pobreza.

Wednesday, September 29, 2010

Side Show

*




Então tá na hora de divulgar um pouco o trabalho-hobbie da Karen. Ela produz e participa de um grupo de cabaret burlesco chamado Ponygirls. Se eu tenho ciúmes de um bando de mulher dançando num palco e quase, digo quase, ficando peladas? Não! Conheci a Karen depois dela já estar nesse grupo e confesso que fiquei assustado no começo mas com o tempo vi que aquilo tudo não passa de comédia. "Inocente" foi o comentário que meu pai fez ao ver as ponygirls quando eles tiveram aqui em Dublin.

página da divulgação do próximo show: http://www.facebook.com/#!/profile.php?id=640688924

página do grupo: http://www.theponygirls.ie/

página pra comprar ingresso pro show: http://sideshow1010.eventbrite.com/

Apenas um comentário: ao contrário de muitos outros cabarets "burlescos" a intenção desse é apenas entreter. Quase não existe apelo sexual, digamos que o humor suprime o tesão, rs. Obviamente que se fosse o contrário eu teria outros pensamentos antes de deixar a Karen participar ou não.


*O poster do show também foi feito pela minha querida esposa.

Thursday, September 23, 2010

É notável que o verão se foi...esse mês de setembro tem sido mais chuvoso do que aparentemente costuma ser e o frio tem chegado aos poucos. Os dias tão escurecendo cada vez mais cedo, as folhas tão começando a cair. Daqui a pouco vai começar aquela correria de natal, que eu particularmente não sou nem um pouco fã e as pessoas vão começar a pensar em presentes pra dar pros seus familiares. Antes tem o Halloween, claro, que não preciso dizer, é o meu feriado favorito. Ainda não pensei o que vou vestir, mas quero algo bem diferente dos outros anos* de Irlanda.

Confesso que tô traumatizado com o inverno daqui. Não sei se foi porquê o último foi bem intenso ou se foi porquê eu passei praticamente sozinho, ou se foi pela combinação dos dois. Sei que aquela coisa de acender a lareira, beber um vinho enquanto a neve cai lá fora tem graça nos primeiros dias. Depois se torna boring. Bom, eu fiz isso praticamente 3 meses sozinho, nesse ano vou ter a cia. da Karen e da Nina então creio que será diferente. Quanto a minha idéia pro natal, em vez de fazer aquele ritual tradicional, estou seriamente pensando em me voluntariar pra dar assistência a crianças abandonadas. Tipo, um dia de natal pra essas crianças pra mim já seria o bastante. Isso não é nenhuma novidade visto que em 2004 uma esposa de um amigo que era assistente social me perguntou se eu tinha equipamento de som e se eu tava a fim de fazer DJ pra crianças da favela da Rocinha. Não pensei duas vezes e fui. Lembro quando demos os presentes doados a cada uma delas e elas olhavam maravilhas pros carrinhos de plástico que provavelmente custaram pouco. Aquilo realmente me pôs algumas lágrimas ;-)

Quem sabe alguém aí que esteja lendo isso também se identifique comigo e tenha a mesma idéia.

Ah sim, estamos de mudanca tambem. Apos um ano e meio morando em Enniscrone vamos pra outra vila aqui perto. Tudo por conta do inverno. A casa aqui foi feita pro verao e no inverno nem o aquecedor aguenta. Alem disso tem a cachorra agora tambem...


*2006 fui terrorista, 2007 - padre exorcista, 2008 - zumbi e tenista, 2009 - zumbi

Monday, September 20, 2010

County Clare

O condado de Clare é o favorito da Karen. Posso falar que depois dessa vez também se tornou meu favorito. O fim de s. nem foi lá tao agitado e as fotos vao dizer mais. Na ida paramos em Gort que é a tal cidade que tem mais brasileiro que irish. Ficamos overnight em Doolin e demos uma conferida em Laheench, Fanore além de passarmos perto da locacao do seriado Father Ted e a famosa Craggy Island. Em Doolin, passei numa pequena loja que vendia desde artesanato até livros usados. Um deles, "As lendas da ilha Aran" me chamou atencao. Abri no índice e lá estava, "Hy-Brasil". Comprei imediatamente e to curioso pra ler essa e outras.

Entao aí vao algumas fotos.



Paradinha em Gort pra almoco.



Nao há nada mais Irish do que ir a um pub e pedir uma pint de Guinness...


...a nao ser, claro, pint of guinness com chaser Jameson.



loja de música?! Claro que eu vou visitar!



Antes uma pausa num simpático pub pra almoco...



...que foi um stew de beef com guinness pra curar a ressaca de "guinnesses" & chasers


livro sobre as lendas de Aran com um capítulo dedicado ao Hy Brasil? Comprado!



menor loja de instr. musicais que eu conheco.



Estrada bacana na volta...



...com travessia dessas bolas de lã